Que tipo de homofobia você já sofreu?


Homofobia é crime, não seja cúmplice. Denuncie.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Textos...


Tudo é texto. Como assim? Parafraseando um brilhante professor meu, eu posso afirmar que tudo é um texto sim! Nós não passamos de textos. Orais ou escritos. Podemos ser textos instigantes como um romance policial, entediantes como uma bula de remédio, ou até mesmo detalhados como um manual de instalação elétrica. Eu fiquei me indagando que tipo de texto eu seria...
Analisando a minha psique, cheguei a conclusão de que sou um texto altamente complexo, pois trago na minha bagagem (leia-se "biblioteca interior") informações quotidianas, imagens de paisagens, lembranças de infância, experiências amorosas, conhecimento de informática, e por incrível que pareça, alguma coisa de política. Ainda estou em construção. Sou um misto de tudo o que já passou na minha vida, ou melhor dizendo, na minha confecção. A princípio parece loucura afirmar que somos textos. Afinal de contas, como é que posso ser um amontoado de letras/palavras? Não somos aglomerados de palavras sem sentido. Por que se pararmos para refletir, cada palavra de nosso texto tem um significado ou referente. E se somos textos, logo, precisamos ser lidos. Claro! Mas só seremos textos legíveis se nosso conteúdo for interessante aos supostos leitores. Quem já me leu? Bem, essa é uma pergunta difícil de responder, pois, eu não escolho quem me lê, as pessoas ao redor é que me escolhem. O que posso dizer é, tenho feito o possível para que a minha leitura seja agradável às pessoas. Por vezes tenho sido uma crônica, cômica, só querendo divertir o público com os micos do dia-a-dia. Já tive meus tempos de uma bela narração da infância/adolescência "tresloucada". Ultimamente tenho tentado ser uma argumentação daquelas bem convincentes, e para ser sincera, acho que o estou sendo até agora.
E você, que tipo de texto é?

4 comentários:

Ministério Nação Ágape disse...

Passando para dizer "oi". E tenho certeza que do outro lado tem umX lindo jovem sorrindo, com um olhar baiano iluminado, dizendo... "Seja bem-vindo!". Será que eu li um pouquinho de você, agora?! Espero que sim!

Simmmmm, somos todos textos. Ops! Quer dizer, tudo é texto! O melhor em escrever é que nos auxilia a organizar os pensamentos e de certo modo verbalizar tudo aquilo que nem sempre conseguimos em nosso dia-a-dia! Grandes revolucionários só foram descobertos quando as pessoas descobriram seus livros. Sorte a nossa que a descobrimos!

A Bíblia também nos fala que somos testemunhos vivos, escritos por DEUS! Ou seja, toda a nossa vida é escrita por DEUS! Quando permitimos, nos tornamos verdadeiras obras de arte em Suas Perfeitas Mãos e rapidamente nos tornamos poesia!

Ministério Nação Ágape disse...

2º Coríntios 03
(3)Porque já é manifesto que vós sois a carta de CRISTO, ministrada por nós, e escrita, não com tinta, mas com o ESPÍRITO DO DEUS Vivo, não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração.(4)E é por CRISTO o que temos tal confiança em DEUS;(5)Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus,(6) O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o ESPÍRITO vivifica.

Isa disse...

Olá, obrigado pela visita. E respondi lá pelo seu blog. Essa é uma linda mensagem reflexiva! Pessoas deveriam seguir estes ensinamentos, vindos do Deus verdadeiro, que é puro Amor!
Abraçoooos baianos :D

Ministério Nação Ágape disse...

Voltei aqui só para agradecer tamanho carinho baiano! E dizer que amamos você! Concordamos com você que esta história de catequizar pessoas não nos agrada! DEUS é sim Puro Amor e se move quando quer, aonde quer e em quem desejar! Sem limites para Amar e Viver em Paz! Religiões são só cascas humanas! Forte abraços!